sexta-feira, novembro 10, 2017

Como Donetsk ocupada festejou o golpe bolchevique (22 fotos)

No último dia 7 de novembro na cidade de Donetsk ocupada decorreu o freak show local, dedicado ao 100º aniversário do golpe bolchevique russo. Cerca dos 100 desocupados urbanos marcharam pelas avenidas desertas da cidade-fantasma.

02. Os participantes se reuniram no centro de Donetsk, na rua Artem, na sua maioria eram velhotes de 50-60 anos, embora também estavam presentes alguns jovens.

03. Dois ativistas principais do “pc da dnr” — um skinhead de óculos chineses de “marca” e russo-ugandês, fugitivo da sua Letónia natal, Beness Aijo, que recentemente recebeu a “cidadania” da dita “dnr”.
Além de ser um comunista fujitivo da justiça da Letónia, Beness Aijo revela-se simplesmente como um louco urbano,
o momento do seu acalorado discurso antiapitalista, quando ele é acalmado pelo comarada mais velho.
Faça um click para ver o vídeo
04. Tudo começa na entrada de um prédio qualquer, possivelmente da sede da “pc da dnr”.

05. Aparecem os novos participantes, como este “veterano” de uns 75 anos. Nasceu por volta de 1942, mas mesmo assim lutou corajosamente contra os nazis e ucranianos!

06. O nosso russo-ugandês e um ativista de óculos à Terminador Implacável com a fitinha de São Jorge.

07. Os ativistas)

08. Manif começou)

09. Os clarinetistas revolucionários:

10. Atrás deles — três jovens pioneiras com as caras feias

11. “Lá-lá-lá-lá-lá”...

12. Jovem simpatizante de calças de treino Nike e casaco de cores da “república”)

13. A foto “O nosso objetivo é socialismo!” pode servir de propaganda anti-socialista.

14. “...é a paz, amizade dos povos, dia do amanha”. Atrás podemos ver as lojas fechadas e anúncios de aluguer/aluguel. O dia do amanha, possivelmente, chegou bastante depressa e foi pouco generoso.

15. “Objetivo — lismo!”, “E seus capangas!”, “Viva o terror vermelho!” (os fãs locais de juche)

16. “100 anos da grande revolução socialista de outubro!”

17. Ponto final. Monumento ao Lenine e uma estela com a frase do Lenine dedicada ao Donbas.

18. “Ucrânia é país das agressões!” (Sic!); “OSCE digam a verdade” (pelo menos dois cartazes iguais com cada uma das duas frases) e “Viva Estaline!” (no fundo)

19. “Viva o terror vermelho!”

20. As duas membras da juventude comunista, já bastante gastas:

21. Orquestra mista de veteranos:

22. “A minha Retônia natal é totarmente faxista!!!”

23. E assim decorreu a festa dos zumbi da Donbas ocupada)
Apesar das expetativas, a “alta liderança” da “jovem república” ignorou o certame. Mesmo os terroristas entendem que o “futuro vermelho” na realidade é um presente bastante negro...

E vocês, os nossos leitores, o que acham dessa festança?

Fotos @Internet | Texto @Maxim Mirovich e @Ucrânia em África 

3 comentários:

Anónimo disse...

Na primeira fileira, ao lado do chileno, ha um mulato segurando uma bandeira, vc saberia dizer quem eh... seria mais um colombiano!

Jest nas Wielu disse...

Colega não está atenta ao texto do artigo, pois junto à foto número 3 está mencionado o nome do sujeito, um russo-ugandês nascido na Letónia, existe o link para ler mais sobre ele. Agora acrescentamos um vídeo do seu discurso: https://www.facebook.com/aleksandr.korolev.921/videos/1140709212733263

Benito Rafael Ponchio disse...

Russo-ugandes nascido na Letônia puta que pariu 😂😂😂😂😂