domingo, maio 06, 2018

Como União Soviética roubava os brinquedos infantis ocidentais (9 casos)

O nosso bloque já contou como URSS plagiava a literatura infantil, filmes ou objetos industriais ocidentais. Hoje, falaremos sobre os brinquedos infantis, uma parte deles também foi roubada pela União Soviética no Ocidente e depois reproduzida sem respeitar quaisquer patentes ou direitos do autor.

02. Brinquedo ocidental “U Drive it” de 1974 e soviético “Za rulyem” (Ao volante) de 1977. No brinquedo soviético a ignição muitas vezes estava avariada desde à fábrica, por isso brinquedo se ligava diretamente na tomada elétrica.
A versão soviética era praticamente a cópia fiel do ocidental “U Drive it”, lançado ao mercado três anos antes. O design das coisas que estão no disco é ligeiramente diferente, mas o princípio do jogo é idêntico – um disco rotativo, uma viatura presa pelo íman, um volante e sistema de mudança de velocidades (que regulam a velocidade de rotação do disco).

03. “Tracer Gun”, lançado nos EUA em 1966 e uma pistola prástica soviética sem nome, fabricada em 1988. A pistola, muito na moda na URSS no final da década de 1980 disparava uns discos. Dentro da arma havia uma mola, que quando pressionada pelo gatilho, “cuspia” discos de plástico, que eram carregados no carregador lateral.
O brinquedo soviético foi copiado do “Tracer Gun” (lançado 20 anos antes), em homenagem à série “Star Trek”. O sistema de funcionamento de brinquedos é idêntico, o design é muito semelhante:

04. “Tonka Tractor” de 1967 e trator soviético “Petruchka” de 1984. Aqui a cópia soviética usa o design absolutamente idêntico: o layout da parte metálica, o design das rodas, os assentos e radiadores, o layout e o número de peças, etc.

05. “Tomy Waterful ring-toss” de 1976 e “Zhongler” (Equilibrista) soviético de 1986. Brinquedo tinha um único botão que funcionava como uma bomba – pressionando-o com força diferente, era possível regular o fluxo de água e controlar os anéis flutuantes dentro do bulbo. O objetivo do jogo era colocar o maior número possível de anéis em dois pinos verticais, dentro do brinquedo.
O brinquedo soviético foi copiado do seu análogo ocidental, que apareceu uma década antes, e aqui, como no caso do trator, estamos perante uma cópia integral.

06. Brinquedo ocidental “Tomy Aqua Action” de 1983 e soviético “Vodig” de 1989. A “criação” soviética apareceu 6 anos mais tarde.

07. “Basketball” ocidental e “Basketbol” soviético. Design é ligeiramente diferente, mas o princípio do jogo é igual.

08. Máquina de árcade ocidental “Sea Devil” de 1970 e soviética “Morskoy boy” (Batalha naval) de 1974. Mesmo as máquinas de árcade, a URSS simplesmente plagiava os análogos ocidentais, mudando apenas o nome do máquina e retocando, mas nem sempre, o seu design. [Este tipo de máquinas na URSS geralmente eram colocadas nos parques públicos, um jogo custava 15 copeque (25 cêntimos do dólar ao câmbio oficial soviético até 1991)].

09. “Nintendo EGG” de 1980 e “Nu, pogodi!” (“Espere por te apanhar!”) de 1984. Os jogos de bolso produzidos na URSS com logótipo de Elektronika eram verdadeiros objetos de culto entre os cidadãos soviéticos mais novos. “Nu, pogodi!” era uma cópia integral da “Nintendo EGG”.

10. Outro jogo soviético de bolso, bastante mais raro, “Tayni okeana” (Mistérios do Oceano) de 1987 era plagiado do jogo “Nintendo Octopus” de 1981.

E foi assim como a URSS fabricava as suas “amanhas cantantes” na versão infantil.

Texto @ Maxim Mirovich e [@Ucrânia em África]