domingo, julho 27, 2014

Agressão russa nas redes sociais

O soldado do exército regular russo, Vadim Grigoryev, publicou no seu perfil na rede social VK a foto dos canhões russos num campo aberto com a seguinte legenda: “toda a noite alvejamos Ucrânia”.

De seguida, Grigoryev mudou a legenda da fotografia, retirando a referência à Ucrânia. Neste momento o seu perfil foi colocado em modo “escondido”, mas os peritos continuam ver o seu conteúdo (ver e ler mais: Shelled Ukraine).

Numa das passagens Vadim Grigoryev escreveu: «Já duas semanas nós estamos nos campos e sem se lavar na fronteira com Ucrânia. Toda a noite alvejamos Ucrânia».
Artilharia russa alveja o território da Ucrânia
O nosso Vadim tem um irmão, Alexander Grigoryev, (que já apagou o seu perfil) e um amigo, chamado Vanyok Zherebtsov (perfil também recém-apagado). Vanyok publicava as fotos com Vadim e o mapa da movimentação da sua unidade de artilharia até a cidade Rostov-no-Don.

Artilharia russa dispara contra o território da Ucrânia

Os EUA entregaram ao governo da Ucrânia as provas documentais dos disparos da artilharia da federação russa contra o território da Ucrânia.

As imagens de satélite confirmam a informação avançada pelo jornal The Wall Street Journal:

«As autoridades de defesa e diplomatas americanos afirmaram nesta quinta-feira (24.07.2014) que a Rússia está efetuar os disparos da artilharia através da fronteira, com o objetivo de alvejar as posições militares ucranianos e isso confirma que Moscovo agora está diretamente envolvido nas ações contra as tropas governamentais ucranianas». (FONTE 2).

O exército russo alveja os militares ucranianos da 79ª Brigada (o link em baixo corresponde ao vídeo real):
https://www.youtube.com/watch?v=keoLmPRFoCI
Fonte:

Bónus:

Escrever a carta à Nadia Savchenko – a oficial-piloto que participou como voluntária na Operação anti-terrorista no leste da Ucrânia. Capturada pelos terroristas, foi ilegalmente levada para a Rússia:
394045, Russian Federation, Voronezh, Antokolskogo str., № 6, SIZO № 3, Nadezhda Savchenko
394045, Российская федерация, г. Воронеж, ул. Антокольского, д. 6, СИЗО № 3, Надежде Савченко

1 comentário:

Anónimo disse...

A Rússia anexou a península da Criméia em flagrante violação do Memorandum de Budapeste de 1994. Em 1994 a Ucrânia torna-se o primeiro e, atualmente, o único país no mundo que, voluntariamente, por sua própria iniciativa, livrou-se de armas nucleares e eliminou todas as suas ações sob controle internacional num total de mais de 300 ogivas nucleares.
Eu estou cada vez mais convencido de que esse Putin tem uma mentalidade maquiavélica. Até acho que esse conflito com a Ucrânia é só o começo, e pior outros países pouca coisa fazem para impedir esse avanço.