segunda-feira, outubro 03, 2011

Cossacos voadores: ucranianos no Vietname

Mais de 50 anos atrás, no outono de 1957, o Vietname do Sul começou a operação militar contra a guerrilha comunista, apoiada e armada pelo vizinho Vietname do Norte. Em agosto de 1964 o Vietname do Sul foi auxiliado pelos EUA. Inseridos no contingente americano, lutaram contra o comunismo internacional, vários soldados e oficiais ucranianos.
Legião ucraniana
Alguns emigrantes ucranianos que lutaram contra o comunismo nos anos 1920 – 1945 tiveram a ideia de criar a Legião ucraniana, onde poderiam servir os jovens americanos de descendência ucraniana. Um dos galvanizadores da ideia era Taras Bulba-Borovets que durante a II G.M. criou e chefiou a Polisska Sich, agrupamento anticomunista insurgente ucraniano que lutou contra os nazis na província de Zhytomyr. Nos anos 1934-1935 ele foi prisioneiro do campo de concentração polaco de Bereza Kartuska e em 1943 foi preso em Varsóvia pelo Gestapo e enviado para o campo de concentração nazi de Sachsenhausen. Mas o seu projecto não recebeu os apoios necessários, nem na Diáspora ucraniana, nem no Pentágono. Apesar disso, os ucranianos continuaram apoiar a ideia da criação de uma unidade ucraniana no exército americano, contando que em 1967 no Vietname combatiam entre 200 à 500 jovens ucranianos.
Cossacos voadores
Após a guerra do Vietname a esquadrilha dos bombardeiros supersónicos 66C, em 2/3 completa pelos ucranianos étnicos, recebeu a permissão oficial de se chamar “Cossacos voadores”. Tryzub se tornou o símbolo dessa unidade militar, desenhado nos aviões ao lado do código 66C. A esquadrilha dos F-105 era comandada pelo capitão da Força Aérea americana, membro da Associação Nacional Ucraniana (UNA), Steve (Stepan) Olek(a). No Vietname piloto ucraniano fez duas comissões, efectuou 552 missões de combate, ainda tenente, foi um dos primeiros a bombardear Hanói e Haiphong. O aviador ucraniano nunca foi abatido, Stepan Olek foi condecorado com a Cruz de Aviação (Distinguished Flying Cross). Em 1968 ele participou na evacuação dos soldados americanos, que durante um prolongado período de tempo defendiam a base de Khe Sanh, completamente cercada pelos tropas comunistas.
Stepan (Steve) Oleka com símbolo de tryzub no seu blusão de piloto
A localidade de Khe Sanh se situava na linha de demarcação entre o Vietname do Sul e do Norte, o exército americano garantiu que a vila se tornará a fortaleza impenetrável ao inimigo. No dia 21 de Janeiro de 1968 os comunistas iniciaram o ataque, bombardearam a vila usando a artilharia pesada. A base foi defendida pela elite do exército americano – fuzileiros navais e pára-quedistas. Entre eles Volodymyr Stepaniak – conselheiro da 2ª brigada da 1ª divisão aerotransportada de Saigão. Em Março do mesmo ano a guarnição sofria baixas pesadas, todos que ali lutaram eram tidos como “condenados à morte”. Volodymyr Stepaniak foi ferido em combate e evacuado para Saigão. Os comunistas não conseguiram tomar a vila, após um cerco prolongado a base foi desbloqueada pelo exército americano.
A batalha de Khe Sanh não foi o baptismo de fogo para o pára-quedista ucraniano, no Outono de 1967 ele participou na batalha de Tam Ky, em 1968 liquidava o levantamento comunista em Saigão e depois combateu em Hue. Durante os combates mais ferozes Volodymyr Stepaniak carregava a bandeira ucraniana azul e amarela, ele pediu aos companheiros que no caso da sua morte seja envolto na bandeira nacional do seu país de origem. Volodymyr Stepaniak combateu no Vietname durante 19 meses, foi ferido duas vezes, recebeu 13 condecorações americanas e 2 do Vietname do Sul. Após o regresso aos EUA ele ofereceu a bandeira ao Comité dos Veteranos Ucranianos do Vietname da Nova Iorque.

Baixas ucranianas
Yuri Leshinsky
No dia 31 de Outubro de 1968 os EUA cessaram os bombardeamentos do Vietname do Norte. Mas no dia 1 de Maio de 1970 começou a “Operação Vitória Total” (Operation Total Victory), em que os EUA tiveram de atacar Cambodja por causa do seu apoio aos comunistas. O exército americano usou na operação suas duas divisões gloriosas, 82ª aerotransportada e 101ª de assalto aéreo. No dia 5 de Julho de 1970, em um dos primeiros combates contra as tropas inimigas morreu o sargento pára-quedista Yuri Leshinsky, o filho do oficial da Divisão “Galiza”, Mykhaylo Leshynsky. Faltava pouco tempo para o seu retorno aos EUA...

Fonte:
http://focus.ua/history/12007  

Bónus
Valeriy Bobrovych inserido no contingente voluntário
ucraniano do grupo "Argo" na guerra da Geórgia, 1992 (?)
Ucraniano Valeriy Bobrovych, também conhecido como centurião Ustym, em 1972 foi enviado pela URSS para servir no exército do Vietname comunista, na unidade da defesa anti-aérea que protegia os depósitos do petróleo no porto de Haiphong. Os “conselheiros” soviéticos operavam os sistemas de fogo Oerlikon, da época da II G.M., sofrendo os constantes ataques dos bombardeiros americanos de “F-105 Phantom”, escreve o blogueiro ucraniano Joanerges.

Sem comentários: