sexta-feira, fevereiro 16, 2018

13 cidadãos russos acusados da interferência nas eleições americanas

Prigozhin, Putin e garçon. @AP/Misha Japaridze, Pool
Nos EUA 13 cidadãos e 3 organizações russos foram formalmente acusados da interferência da Rússia na eleição presidencial nos Estados Unidos. O documento foi publicado na página do Departamento de Justiça dos EUA.
Consultar o documento
Entre os acusados está a Internet Research Agency, LLC; chamada de “fábrica russa de trolls” e o empresário Yevgeny Prigozhin, conhecido como “cozinheiro do Putin” e considerado uma pessoa muito próxima ao presidente russo.
Exemplos de propaganda, lançada pela fábrica de trolls russos
A imprensa russa liga o nome do Prigozhin aos mercenários russos da EMP “grupo Vagner”, ativos na Ucrânia (2014-15) e na Síria (2014-2018) e parcialmente aniquilado recentemente, no decorrer da bem-sucedida resposta defensiva americana.  

O documento afirma que a interferência russa nas eleições americanas começou em 2014.