domingo, outubro 19, 2014

O fotógrafo, ator, escuteiro e voluntário ucraniano more na OAT

O fotógrafo, ator, escuteiro, voluntário e ativista social ucraniano, Viktor Gurniak, morreu nos arredores da localidade Schastia (região de Luhansk), quando uma unidade do batalhão “Aydar” foi atingida pelo fogo de morteiros dos terroristas russos.
Aldeia de Dmytrivka (Luhansk) após ser atingida pelos disparos dos terroristas foto@ Viktor Gurniak/INSIDER
Viktor Gurniak nasceu em 1987 na província de Ternopil, foi graduado pelo Colégio Técnico da Universidade Estatal Técnica de Ternopil.
Militares ucranianos carregam o sistema de mísseis "Grad" foto@ Viktor Gurniak/INSIDER
Ele passou pelo diário “20 minutos”, foi chefe-editor do jornal dos escuteiros de Ternopil, “Plast”. Colaborava como fotógrafo com agências informativas UNIAN e REUTERS, era um dos co-fundadores da agência fotográfica LUFA. Também chefiava a ONG “Fundação das Iniciativas Regionais” e foi o porta-voz regional do partido “PORA”.
Militares ucranianos descansam: algures na província de Luhansk foto@ Viktor Gurniak/INSIDER
Desde dezembro de 2013 Viktor Gurniak colaborava com o Internet-projeto INSIDER. Mais tarde, como voluntário, estava ajudar no apetrechamento do batalhão “Aydar” (levava lhes os capacetes, coletes prova-de-bala, etc), no verão de 2014 se tornou o voluntário do “Aydar”.
Aldeia de Luhanske (nos arredores de Luhansk) sob controlo das forças ucranianas foto@ Viktor Gurniak/INSIDER
O jovem patriota ucraniano passou pela Maydan, estava na Crimeia durante a ocupação russa, ele sempre tentava ajudar à toda a gente. Agora a sua família precisa da nossa ajuda, pois Viktor deixa a esposa e uma filha pequena, é possível os ajudar transferindo os fundos para o cartão do PrivatBank: 5211 5374 2312 9332 Yedynak Olesia Ivanivna (Olesia Yedynak-Khoma).
A evacuação dos feridos ucranianos foto@ Viktor Gurniak/INSIDER 
Ver as suas últimas reportagens do leste da Ucrânia:
Os militares ucranianos celebram a festa religiosa do Salvador Macieiro foto@ Viktor Gurniak/INSIDER
Em outubro de 2007 o nosso blogue já escreveu sobre o vídeo musical “Não dizendo à ninguém”, da autoria dos músicos ucranianos Sashko Polozhinsky e Andrij Pidluznij (Nichlava), feito para homenagear o Exército Insurgente da Ucrânia (UPA).
A cidade de Lysychansk após a libertação foto@ Viktor Gurniak/INSIDER
O vídeo foi filmado no mosteiro destruído de Zagorivske, na região de Volyn (Ucrânia Ocidental), onde nos dias 8 – 11 de Setembro de 1943, um grupo de guerrilheiros do UPA, chefiado pelo comandante Bereza (Andriy Martynyuk ou Marcynyuk), enfrentou o exército alemão, apoiado pelos colaboracionistas polacos. Em resultado do combate, os alemães sofreram pesadas baixas, o mosteiro foi parcialmente destruído e incendiado pela aviação nazi, uma parte dos guerrilheiros consegui sair do cerco, comandante Bereza morreu em combate.

UPD: a missa do corpo ardente do Viktor Gurniak irá decorrer no dia 20 de outubro, às 17h00, na igreja do Pedro e Paulo na cidade de Lviv

Viktor Gurniak participou nas filmagens do vídeo, ele é o guerrilheiro em camisa bordada e com a cabeça ligada. Como diz Sashko Polozhinsky: “agora essa canção também é sobre ele”...
http://www.youtube.com/watch?v=y3iFqeNakIw

Descarregar o vídeo “Ne kazhuchy nikomu” (Não dizendo à ninguém):
http://5.ua/img/forall/videos/tartak_i_nichlava_ne_kajuchy_nikomu.avi [60 Мb]

As forças ucranianas libertaram a aldeia de Krymske

No dia 19 de outubro de 2014, as unidades das FAU libertaram dos terroristas russos a aldeia de Krymske na região de Luhansk. A libertação foi pacífica, pois os terroristas russos (“cossacos de Don”) fugiram nas vésperas, sem oferecer a resistência. Dado que antes da ocupação russa a aldeia pertencia ao distrito de Slovianoserbske e o distrito está sob ocupação terrorista, de momento a aldeia passou para a jurisdição do distrito Novoaydarivsk, sob controlo da Ucrânia. 
No edifício da junta de freguesia local foi içada a bandeira da Ucrânia, o que originou os disparos dos mísseis “Grad” dos terroristas contra a aldeia, felizmente, os mísseis cairam no campo aberto à cerca de 1,5 km da aldeia, informou o governador da província de Luhansk, o general Hennadiy Moskal, escreve The insider.ua

Sem comentários: