segunda-feira, agosto 15, 2016

Rússia volta aos comboios blindados

Os comboios blindados, a arma inovadora do século XIX e início do século XX, novamente são recuperados pelo exército russo que, tudo indica, pensa em os usar nas suas próximas guerras transfronteiriças contra os países vizinhos. 
Na foto inicial podemos ver o comboio blindado “Baykal”, construído com as travessas, lagartas de blindados (!), sacos de arreia e composto pelas antiaéreas ZU-23-2, blindados ligeiros de comunicação e até tanques tipo T-62. Pela última vez o equipamento foi empregue na guerra da Chechénia em 2004, o exército russo os usava, em conjunto com um par de helicópteros para acompanhar os comboios de carga, patrulhar e reparar os caminhos-de-ferro, efetuar a sua desminagem. O comboio levava o sistema de interferências “Pelena”, usado na luta contra os engenhos explosivos improvisados.
Nos exercícios militares russos do dia 15 de agosto corrente, nos arredores da cidade de Volgograd, pela primeira vez nos últimos 15 anos serão usados os comboios blindados “Amur” e “Baykal”, pertencentes aos batalhões especiais ferroviários da Circunscrição Militar Sul.
Os comboios blindados russos nos meados da década de 2000
Um exemplo curioso – o país com orçamento militar de 50 bilhões de dólares não abre a mão às tecnologias da época da guerra civil americana. Face à essa realidade, fica claro que as forças ucranianas que usaram na Operação Antiterrorista (OAT) os diversos blindados populares não ficam nada à dever aos seus oponentes russos (fonte; fotos).
Um dos blindados populares, usados pelas forças ucranianas em 2014
Bónus
O curioso protótipo do blindado ferroviário sul-africano da década de 1990 (?).

Sem comentários: