sábado, maio 17, 2014

Tragédia da Crimeia: 70 anos depois

Aproxima-se o dia 18 de maio, o 70º aniversário de deportação em massa dos tártaros da Crimeia, o crime contra humanidade, perpetuado pelo regime comunista soviético em 1944.

Toda a nação foi acusada pela liderança soviética de colaboração com os nazis e deportada até à Ásia Central, apenas no fim dos anos 1960 – início dos 1970 os tártaros da Crimeia começaram voltar à sua pátria.

Em 2014, as forças de ocupação, oficialmente proibiram na Crimeia quaisquer manifestação pública até o dia 6 de junho, numa clara demonstração de força, provocando e desrespeitando os tártaros da Crimeia.

A página do Instituto da Memória Nacional da Ucrânia (aparentemente sob ataque dos piratas informáticos de momento), no âmbito do projeto “Nossa Crimeia” publica os fotos inéditos dos assentamentos coercivos, onde os tártaros da Crimeia foram colocados após a sua deportação.

Ver fotos:

O trecho do filme “Haytarma”, episódio do encontro do herói com a sua família (todos aqueles que participaram nas filmagens em massa no filme são os sobreviventes da deportação estalinista):

Sem comentários: