sábado, maio 31, 2014

A vitória separatista: o “Metro” vencido

As forças armadas da república popular de Donetsk atacaram com sucesso o posto avançado da junta sangrenta de Kiev, o hipermercado “Metro”, próximo do aeroporto de Donetsk. Na base tomada, o exército da nova Rússia optava pelo caviar (vermelho e preto), álcool caro, cuecas masculinos e até meias de vidro infantis. O inimigo foi derrotado completamente...

O hipermercado tem aparência de ser bombardeado. As prateleiras destruídas e saqueadas, no chão os restos dos alimentos, farinha e garrafas de bebidas alcoólicas partidas.

Os bravos combatentes da RP de Donetsk, foram apoiados pelos cidadãos da sua república (FOTOS).
O combatente pela federalização no último esforço da batalha
É difícil discordar do blogueiro Pavlo Marchuk:

Sou contra “somalização”. Mesmo se Donetsk já não será salvo – nenhum passo atrás. Atrás estão as cidades ucranianas.

Notícias positivas

Os pilotos de helicópteros Mi-24/35 da missão militar ucraniana no Congo (MONUSCO) voltam à Ucrânia para participar na operação anti-terrorista (OAT) no leste do país.

As forças ucranianas também abortaram a tentativa dos terroristas de Sloviansk de romper o cerco, retirando-se em direção da cidade Krasniy Lyman. O comandante da Guarda Nacional da Ucrânia, Stepan Poltorak disse que: “os homens armados tiveram baixas sérias em recursos humanos e transporte. O seu armamento e equipamento, bastante avançados, não os ajudaram”.

Inicialmente, os terroristas atacaram um posto de controlo ucraniano, que se situa numa zona vulnerável. Mas as forças ucranianas, sabendo disso de antemão, montaram lá a armadilha e derrotaram os atacantes, escreve Ruhzvu.com.

Descoberta a “nacionalidade” do VANT/UAV

A secreta ucraniana já sabe a “nacionalidade” do avião não tripulado, abatido pelos ucranianos no dia 28 de maio na zona da OAT, informa o centro da imprensa do SBU.

O VANT, uma modificação em série de marca «Orlan-10» é produzido na Rússia. Segundo o SBU, VANT «Orlan-10» é uma parte integrante do complexo de recolha aérea de dados de inteligência, usado pelas estruturas estatais da Federação Russa como avião-espião, capaz de criar os mapas do terreno em 3D e controlar o decurso da batalha.

Dependendo da modificação e módulos instalados, «Orlan-10» (14 kg, velocidade de 90-150 km/h; autonomia 16h) pode conter à bordo o visor de calor, câmara de foto e de vídeo, radio-transmissor, radio-repetidor.

Neste momento está a decorrer a perícia técnica e química necessária, nomeadamente para determinação da substância química que estava à bordo do VANT, escreve o blogueiro Yuriy Izhakevich.

Sem comentários: