segunda-feira, maio 11, 2015

As próteses para os voluntários ucranianos

Vasyl Pelysh (20) era voluntário do batalhão «Aydar» quando caiu no cativeiro terrorista russo. Os terroristas cortaram a sua mão com um machado (!) por causa da tatuagem com a frase “Glória à Ucrânia” no seu ombro.
Hoje, este natural da cidade de Stariy Sambir, da região de Lviv, recebeu uma nova prótese com uma pequena surpresa, a imagem do tryzub ucraniano (elemento do brasão de armas da Ucrânia), no ombro da sua prótese, a marca ucraniana que os terroristas tentaram apagar em vão.
Outro combatente que recebeu logo duas próteses é Vasyl Stuzhenko (33), nas fotos em baixo, voluntário do batalhão da defesa territorial “Kryvbas”. Juntamente com os seus companheiros ele foi vítima de uma emboscada terrorista na zona de Ilovaysk, onde perdeu uma perna e a palma da mão direita (ler mais).
Graças aos voluntários da Euromaydan Canada, do Congresso dos Ucranianos da Canadá (Toronto) e da Fundação Canadense-Ucraniana entre outros, eles, e mais três ucranianos se tornaram os primeiros beneficiantes do projeto “Apoio de proteseologia na Ucrânia”. Cujo custo geral de 220.000 dólares canadianos, graças ao apoio dos produtores dos componentes, foi possível baixar para 55.000 dólares.
Os especialistas em prótese da Canadá e dos EUA vieram à Ucrânia como voluntários, trabalhando duramente durante duas semanas para passar os seus conhecimentos aos colegas ucranianos (FONTE).

Glória aos Heróis!
No dia 8 de maio na cidade de Kirovohrad, a menina Oleksandra recebeu a medalha do seu pai Andriy Matvienko (28), o guarda-fronteira ucraniano, que sacrificou a sua própria vida para salvar 30 companheiros na zona de OAT, em agosto de 2014. O herói ucraniano deixa a filha e a viúva Irina.
http://vk.com/id267736656

No centro de Kyiv, na avenida Khreshatyk, com auxílio de 20.000 caixas, foi recriada a frase “Lembramos-1939-1945-Ganharemos” (FONTE).

Sem comentários: