sábado, maio 31, 2014

Ucrânia trava os terroristas vindos de Rússia

O dia 30 de maio de 2014 foi marcado pela batalha no posto fronteiriço “Diakove”, situado entre Ucrânia e Rússia na província de Luhansk, onde para repelir o ataque dos terroristas vindos do território russo as forças ucranianas tiveram que usar aviação e blindados.

Tudo começou quando a guarda-fronteira impediu a entrada ilegal na Ucrânia de um mini-bus com os terroristas que foram detidos. De seguida, o posto fronteiriço foi atacado por um grupo de cerca de 80 terroristas, armados com as espingardas automáticas, metralhadoras e lança-granadas.

As forças ucranianas entraram em combate, ao seu pedido o estado-maior da operação anti-terrorista (OAT) enviou aviação ao local, informa Hromadske.tv

No entanto, a atuação da aviação é limitada por causa do período noturno, os terroristas para não serem descobertos cessam o fogo na presença da força aérea ucraniana. Para colmatar essa situação, a liderança da OAT também enviou ao local os reforços e blindados, escreve o blogueiro Dmitry Tymchuk, citado pela Hromadske.tv

A face feminina da Força Aérea da Ucrânia

O tenente-coronel Oksana Chernavina (foto em cima) conta que já teve uma possibilidade de se tornar a primeira astronauta ucraniana. Piloto-aviador da força aérea da Ucrânia, ela pilota todo o tipo de aviões à jato, neste momento está engajada em trituramento decisivo dos separatistas locais e dos terroristas caucasianos.

RIP sargento Dmytro Shelemin (21.II.1992 – 30.V.2014)

No dia 30 de maio de 2014, dos ferimentos na cabeça, recebidos durante o ataque contra o batalhão da infantaria de Luhansk, na sala de reanimação morreu o sargento Dmytro M. Shelemin, natural da mesma região.

Desde 28.02.2012 eles estava servir profissionalmente na unidade militar № 3035, era vice-comandante da 1ª companhia da infantaria, comandante do 1º pelotão do 1º batalhão de infantaria de escolta prisional (afeto ao Ministério do Interior). Não era casado.

O comando, o pessoal da unidade militar № 3035 e todos os policiais de Luhansk prestam-lhe a devida homenagem. Glória eterna ao corajoso sargento Dmytro Shelemin!

1 comentário:

Levant disse...

Os comunistas querem a destruição da Ucrânia novamente. É um milagre ainda ela resistir mesmo depois de décadas de regime soviete. Povo heroico!

Enquanto isso, no Brasil o plano de dominação comunista está em pleno vapor. Quando um país não está guerreando, ele está infestado pelas drogas e corrupção.

O Ocidente pede socorro.

http://anticomunismo0.blogspot.com.br/2014/05/uma-lei-do-governo-comunista-brasileiro.html