sexta-feira, maio 18, 2018

Donbas: liquidação do terrorista russo-osseta Oleg Mamiev do “batalhão Pyatnashka”

No dia 17 de maio na região de Donetsk as forças ucranianas liquidaram em combate o líder terrorista russo-osseta Oleg Mamiev, nom de guerre “Mamay”, que desde novembro de 2016 comandava o bando ilegal armado “batalhão Pyatnashka”.
A TV russa Rossija-1 mostra os momentos de liquidação do líder terrorista
O local exacto onde foi liquidado Mamiev, faça click para ver a foto original
Nos combates na área de Promka (zona industrial de Avdiivka) o terrorista recebeu múltiplos ferimentos na cabeça, barriga e tórax, atingido pelos estilhaços da granada VOG-15 (usada nos lança-granadas incorporados nas espingardas automáticas do tipo AK). O terrorista foi retirado do campo de batalha, mas morreu, a sua morte já foi confirmada pelas diversas páginas russo-terroristas.
A morte do terrorista russo-osseta também foi conformada pelo propagandista russo-terrorista Zakhar Prilepin na sua página do Facebook. Sabe-se que Mamiev (12.12.1977) participava nas atividades terroristas no leste da Ucrânia desde 2014 e desde novembro de 2016 assumiu o comando do bando ilegal armado “Pyatnashka”, composto pelos terroristas oriundos do Cáucaso, nomeadamente ossetas. 
Sabe-se que na vida civil Oleg Mamiev era dono de uma empresa de segurança e possivelmente de agência de cobranças coercivas. Em 2008 o terrorista participou na guerra contra a Geórgia. O seu irmão mais novo, Alan Mamiev (22.08.1978), propagandista anti-ucraniano, nom de guerre “Abkhaz” e “Koba”, em 2013 era procurado pela Interpol, sob acusação de banditismo (brigantaggio).
O terrorista russo-osseta Mamiev é sepultado na sua terra natal
cidade russa de Vladikavkaz (Ossétia do Norte)
Pelo bando ilegal armado “Pyatnashka” tinha passado um dos terroristas brasileiros pertencentes ao grupo do Rafael Lusvarghi – Diego Marczuk “Félix” que avalia a sua experiência de dois meses no bando de uma forma bastante negativa (postagem na rede Facebook de 29/10/2015, entretanto já apagada): Devia no minimo nao citar esse “Pyatnashka” nessa pagina, depois desse batalhao fuder com os brasileiros que la passaram, batalhao corrupto em todos os niveis (porem tem muitas pessoas de bem). Os comandantes de la pouco se importam com a vida dos voluntarios, cansei de ver gente morrer por causa de desorganizaçao e falta de equipamento (preservados a ortografia e pontuação originais).
Ler mais sobre o terrorista

Diego Marczuk também conta que no bando “Pyatnashka” ele era vítima de constantes humilhações, como brasileiro e como estrangeiro. Por exemplo, uma vez os outros terroristas roubaram os seus pertences pessoais, situação normal e até quotidiana entre eles: «os membros desejam a morte dos seus colegas para ficar com as suas coisas pessoais».

3 comentários:

Anónimo disse...

Bem, vamos la, o tal "Felix" foi levado pelo pai para o Donbass. Entao, vamos apurar quem eh o pai do Diego.

Achei isso do Diego no youtube:

https://www.youtube.com/channel/UCf9q3cESl31bQryH_EgPzPA

e tb:

https://plus.google.com/107538725548201886191

www.newsinside.org/preview-suporte-a-jogos-de-psx-est-chegando-ao-tn-hen/


links de games, o "Felix" gosta de games, ate ai bate.

Mas o pai do Diego, Douglas Jose Polonio, nome que consta na pagina do pacificador, que seria o tal "Adalberto", um militante de esquerda, eu nao consegui encontrar nada. Teria como vc levantar a ficha desse tal de Douglas Polonio aka Adalberto. Se vc conseguir mais informacoes a respeito do pai dele eu terei como investigar e ver se ele eh o tal "Adalberto"

Anónimo disse...

Parece que o diego se casou:

O pretendente: DIEGO JOSÉ MARCZUK POLONIO, profi ssão: técnico de informática,
estado civil: solteiro, naturalidade: nesta Capital, Saúde - SP, data-nascimento:
14/11/1993, residente e domiciliado em São Paulo - SP, fi lho de Douglas José Polonio
e de Adriana Elaine Marczuk Polonio. A pretendente: PALOMA CAROLINE LEITE
SALEMME, profi ssão: do lar, estado civil: solteira, naturalidade: em Santo André - SP,
data-nascimento: 12/05/1997, residente e domiciliada em São Paulo - SP, fi lha de Fabio
Miguel Salemme e de Maria Luiza Leite.

encontrei isso nesse link:

http://netjen.com.br/images/edicoes/3367/pagina_12_ed_3367.pdf

Jest nas Wielu disse...

O pai biológico do Diego não esteve na Ucrânia, mas temos a ideia de quem é a tal pessoa, é um militante latino-americano: https://psb4ukr.org/criminal/alexandro-omar-akosta-gonzalez

aqui batem certo os seguintes pontos:
a) idade
b) é um militante de esquerda experiente (veja o texto do Boehat)
c) não foi combatente, mas é ideólogo, endoutrinador (veja Boehat)
d) "se você escrever isso eu o processo" - Acosta aparece em todos os vídeos de camuflado, mas nunca armado, único que não deu a cara nas fotos do Boehat (possivelmente está na foto com a canhão de 100 mm (Rapira), precisamos de verificar com mais calma.

jnw