terça-feira, março 29, 2016

Mulheres das FA da Ucrânia: Amina Okueva

A Internet ucraniana adorou a seção fotográfica da paramédica ucraniana de origem chechena, Amina Okueva, que mereceu a mais ampla divulgação na blogosfera da Ucrânia. Moradora de Odessa e ativista da revolução da dignidade, Amina é voluntária na Operação Antiterrorista (OAT).
Como diz a própria Amina na sua página de Facebook: “na realidade não esperava que as imagens vão cair no gosto dos internautas, não me sinto muito à vontade naquelas vestes. Mas estou contente por vocês gostaram, amigos e seguidores.) Numa outra oportunidade tentaremos fazer mais algo interessante, no mesmo estilo.)”
Amina também agradece a fotógrafa Alexandra Lisitskaja e recorda que no texto do artigo mais uma vez erradamente foi chamada de franco-atiradora.
Ver as fotos no tamanho maior.
Amina e a sua medalha popular (não oficial) "Herói da Ucrânia"
  
A exposição fotográfica “As mulheres na polícia ucraniana”
O fotógrafo americano Misha Friedman apresentou em Kyiv o seu trabalho dedicado às mulheres na nova polícia da Ucrânia. A exibição foi aberta na capital ucraniana na sexta-feira passada, como parte da DocudaysUA, o festival internacional de cinema dedicado aos direitos humanos.

Misha Friedman: “No país onde machismo existe, onde a violência doméstica é alta, ter as mulheres em uniforme, ter as mulheres que patrulham as ruas ... você sabe que eu vivo em um estado [Nova Iorque nos EUA] onde a sua presença é significativa, eu sei que se uma reforma for bem-sucedida, as mulheres estarão no seu centro”.

De acordo com as estatísticas, o número das mulheres na nova polícia ucraniana ronda 30 por cento. Todos os grupos de patrulha são mistos, compostos por um homem e uma mulher. A oficial da patrulha Oksana Kapytanska conta que os seus colegas homens tratam ela como igual, sem esquecer que ela é uma mulher.

Ler e ver mais em inglês:

3 comentários:

João José Horta Nobre disse...

É tchetchena, quer-se vingar da Rússia...

Anónimo disse...

Veja: http://www.bild.de/politik/ausland/ukraine-konflikt/donbass-shadow-government-45102202.bild.html

Jest nas Wielu disse...

Estimado, João José Horta Nobre,
Não temos a bola de cristal e não sabemos o que Amina quer. Para já ela está defender Ucrânia com ações concretas na linha da frente e somos lhe gratos por isso.