segunda-feira, outubro 27, 2014

O comêrcio soviético em fotografias

1959: departamento de alimentos, o balcão está vazio, a coisa pendurada na parede se chama carne...
A União Soviética deixou de existir 23 anos atrás, mas até hoje a sua qualidade de vida surpreende. Uma das surpresas especiais era o comércio. As pessoas fora da URSS continuam à não compreendem como era possível alimentar-se e vestir-se num país onde as lojas estatais apresentavam está multiplicidade de escolhas...
1987: venda do sorvete, a escolha é pouca
1965: quase todas as lojas se chamam "Pão", "Peixe", "Carne", "Leite" 
1965: "A loja universal", os caixeiros ainda usavam o ábaco, os cheques pagos são
picados e colocados sob o furador. Nas prateleiras: bolachas, chá, outra coisas qualquer
e conservas de peixe, o marco civilizacional das lojas soviéticas. 
1968: já apareceram as caixas registadoras e cestos metálicos para transportar as compras.
Nas prateleiras: os conservas e óleo de girassol.
1972: nas prateleiras conservas de peixe, óleo e leite condensado.
As escolhas são poucas, as latas são muitas...
1967: departamento de uma livraria, em vez de livros os retratos
dos queridos líderes e cartazes de propaganda comunista.
1967: os bonecos de cosmonautas, 0,70 rublos; cerca de 1,29 USD ao câmbio oficial 
1979: a fila na espera da abertura da loja de legumes.
Na montra: doce (jam), provavelmente de um único sabor.  
1980: loja universal em Novossibirsk, produtos lácteos, conservas de peixe, mantimentos em geral.
1980: Novossibirsk: mobílias, alguns alimentos, atrás fica o departamento
do desporto com jogos de damas, pesos e outras coisas do género.
1980: loja ou departamento de legumes, pepinos à venda, coisa que acontecia só na primavera.
1981: Moscovo, loja chamada "Leite", uma "Lada" e os citadinos que
empurram os carinhos de bebê de fabrico estrangeiro, uma défice tremenda. 
1982: bazar, a variedade e a qualidade são maiores, é possível negociar o preço.
1983: fila para comprar os sapatos. Qualquer sapato acabava em minutos,
principalmente se for estrangeiro, geralmente fabricado na Jugoslávia. 
1987: a escolha de produtos elétricos e eletrónicos
A escolha de sapatos...
Talho: todos queriam ter um amigo do talho. Da outra maneira era muito difícil comprar a carne. 
A corte da mortadela, cuja venda será esgotada em poucos minutos.
TV à cores, custava o salário médio de meio-ano de trabalho
 Fonte:

2 comentários:

Claudio Luiz Silva disse...

Belas fotos e muito antigas, e olhando para as pessoas, sabemos que todas já estão mortas, e antigamente tudo era mais difícil, e a população sofria muito sem falar das guerras.

Anónimo disse...

No Brasil capitalista não era muito diferente na época, me lembro que lá em casa tinha uma televisão à cores de 20 polegadas nos anos 80 e era coisa mais cara que uma led de 40 hoje, televisão era a coisa mais cara de uma casa. Telefone, éramos um dos poucos que possuíam.