segunda-feira, abril 29, 2013

Tragédia ucraniana da Akcja Wisła

Exército polaco deporta os camponeses ucranianos...

No dia 28 de abril Ucrânia recorda Akcja Wisła (Operação Vístula), ato de limpeza étnica perpetuado pelo estado comunista polaco contra a população ucraniana que após o fim da II G.M., vivia nos territórios etnicamente ucranianos da República Popular da Polônia.

Antecedentes da operação

Em setembro de 1944, o Comité Polaco de Libertação Nacional (governo comunista de-facto), assinou os acordos com Ucrânia, Belarus e Lituânia soviéticos sobre a “troca” de populações, que permitia transformar as fronteiras políticas em fronteiras etnográficas. Nesta base, entre outubro de 1944 e agosto de 1946 cerca de 482 mil ucranianos foram repatriadas da Polônia para Ucrânia e cerca de 788 mil polacos saíram da Ucrânia para a Polônia.

Akcja Wisła (Operação Vístula)

Não satisfeito com os resultados desta limpeza étnica, em 28 de abril de 1947, o poder comunista polaco lança a Operação Vístula, durante a qual o exército polaco deportou cerca de 140,5 mil ucranianos.

A Operação Vístula era acompanhada pela violência da guerrilha nacionalista polaca (principalmente grupos NSZ e NOW, mas também algumas unidades de Armija Krajowa) contra as populações ucranianas. Apenas o grupo Liberdade e Independência (WiN), saído de AK, se opunha ao terror contra os ucranianos, chegando efetuar as operações militares conjuntas com Exército Insurgente Ucraniano (UPA).

Embora em 1990 a Operação Vístula foi condenada pelo Senado polaco e em 1997 pelo presidente Aleksander Kwasniewski, mesmo nos dias de hoje não existe na sociedade polaca a atmosfera favorável à uma correção mínima dos males infringidos aos ucranianos.

Ler também:

2 comentários:

Anónimo disse...

Sim Jest realmente é muito triste isso e nao foi só com os ucranianos,foi ainda muito pior com os alemães. Estima-se que mais de 10 milhoes de alemaes saíram de suas terras na Silésia, em Kinigberg e em quase toda a parte ocidental do que hoje é a polonia. Agora, por outro lado, a Polonia tb sofreu. Vamos ser honesto mas a URSS roubou quase a metade de seu território. Praticmante a metade da Bieolrussia, o que hoje é a parte mais ao Oeste do país, pertencia a Polonia. E a regiao da Galícia, onde fica a cidade de Lviv, tb pertencia ao estado polaco. A segunda guerra serviu tb de pretexto pra URSS rouber território polaco.

Jest nas Wielu disse...

Estimado, Anônimo,

a própria Polônia obteve a sua independência na sequência da desintegração do império russo e austro-húngaro, não esquecer que Varsóvia pertencia ao império russo até 1917.

Embora alguns territórios da atual Belarus e Ucrânia pertenciam à 2ª república polaca, também é verdade que os polacos eram maioria nas cidades, em geral na Galiza e Volyn não ultrapassavam 20% da população (salvo erro).

Portanto, se a URSS foi responsável pelos terríveis genocídios dos ucranianos e em menor grau belarusos, os polacos tb não eram bem comportados na matéria (comparando com a Europa civilizada e não com URSS).