quinta-feira, novembro 22, 2012

“Vistos? Qual é a razão?”: discussão no Parlamento Europeu


Visas? What’s the Reason? foi o título de uma discussão e apresentação fotográfica, organizada recentemente no Parlamento Europeu pelo grupo cívico ucraniano “Europa sem Barreiras”.

A exibição, previamente mostrada em diversas capitais europeias, mostra as fotografias e histórias de ucranianos famosos: artistas, académicos, representantes da sociedade civil que tiveram o seu visto Schengen recusado.

O eurodeputado polaco Pawel Zalewski, presente na discussão em representação do grupo dos partidos populares, disse que defende a abolição dos vistos Schengen aos ucranianos. Ele também chamou a atenção ao facto do que atualmente a Polônia é o país que emite maior número de vistos Schengen destinados aos cidadãos da Ucrânia, o que ao seu ver significa que Polônia não tem dúvidas sobre idoneidade dos ucranianos.

O vice-ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Andriy Oliferov, disse não entender as razões reais de continuação da atual política europeia de vistos em relação aos ucranianos. “Se alguém acha que 20 milhões de Euros por ano é uma razão desta política, eu tenho dúvidas nisso”, - afirmou o vice-ministro. Por sua vez, a coordenadora da iniciativa “Europa sem Barreiras”, Irina Sushko, informou que a maioria das recusas dos vistos acontece nos consulados da Itália e Holanda.

É de lembrar que Ucrânia aboliu os vistos de entrada aos cidadãos da UE em 2005, em resultado da política da abertura à Europa, motivada pela Revolução Laranja.    

Fonte:
http://www.pravda.com.ua/news/2012/11/15/6977527

1 comentário:

João José Horta Nobre disse...

O problema é a burocracia da União Europeia.

A União Europeia é básicamente um monstro burocrático em que tudo leva imenso tempo e dinheiro para ser efectivamente resolvido...