quarta-feira, junho 30, 2010

Igreja Ucraniana em Portugal na Internet

A Capelania da Igreja Grego – Católica Ucraniana em Portugal criou recentemente uma página Web bilingue (português e ucraniano), que servirá de ponto de encontro para todos os fiéis da UGCC quer na Ucrânia, quer em Portugal, quer no Brasil, quer no mundo lusófono.

Sejam bem vindos!
http://www.ugcc.pt

p.s.
A não esquecer que na fé católica, o Santo Isidoro é considerado o santo padroeiro da Internet (parece que para o tal ele foi eleito por votação através de um site italiano).

segunda-feira, junho 28, 2010

Geórgia: Goodbye Stalin!

O monumento do ditador comunista soviético Josef Stalin foi finalmente retirado da praça central da cidade de Gori, a sua terra natal. O lugar será ocupado por monumento em memória dos militares georgianos que tombaram pela pátria durante a invasão russa em Agosto de 2008.

É de salientar a maneira cuidadosa com que as autoridades municipais de Gori procederam a desmontagem, tomando os cuidados necessários para não danificar nem o monumento, nem o pavimento em seu redor. Pois o monumento erigido em 1952, será simplesmente transferido para o Museu de Stalin, situado a algumas centenas de metros da praça central da cidade, onde em 2008, durante o bombardeamento aéreo russo foi morto o jornalista holandês Stan Storimans e feridas outras 10 pessoas.

Provavelmente, o melhor resumo da situação foi feito pelo jornalista georgiano Mikheil Tavkhelidze: “Acordei de manha cedo, não há o monumento do tirano”.

Fotos: Reuters
http://cyxymu.livejournal.com/744071.html
http://cyxymu.livejournal.com/743697.html

quinta-feira, junho 24, 2010

Fátima vs Juche: onde para a solidariedade internacional

Mini – crónica desportiva quase

A malta completamente burguesa de Ronaldo e C° não reflectiu nem tão pouco sobre a triste sina dos norte – coreanos, que fruto da derrota com os lusos vão direitinhos (juntamente com os treinadores, massagistas e o tradutor da equipa) para as minas do urânio. Isso é, sem contar com os desertores, que provenientes de uma nação de 20 milhões de autistas nem desertar souberam correctamente e que para servir de exemplo educativo, serão fuzilados na pista do aeroporto de Pyongyang.

Como tal, a única possibilidade de futebolistas norte – coreanos de salvarem da mesma sorte, ao menos os seus vizinhos e alguns familiares afastados, é ganhar decisivamente o jogo contra a Costa do Marfim. Dai, por ser uma pessoa profundamente dada à solidariedade internacional com os povos e regimes amigos destes mesmos povos, tenciono apoiar os seguidores de marxismo-leninismo-kimilsonguismo ou simplesmente os adeptos de Juche no próximo dia 25 em Nelspruit…

Até lá e por bondade seguem as cores azul – amarela & laranja no jogo decisivo para o bem – estar de uns tantas fãs (incluindo o autor destas linhas) cá e lá.

Bjocas para todos os leitores deste blogue!

terça-feira, junho 22, 2010

Petição: Stalin para a lixeira

Os EUA vivem a polémica histórica: a Fundação Memorial do Dia D ergueu o busto do ditador comunista soviético Josef Stalin no seu complexo memorial em Virgínia.

Outros americanos, incluindo os veteranos da II G.M. que participaram no Dia_D exigem a remoção imediata do busto, daquele que, provavelmente, foi o déspota mais sangrento de toda a história de Humanidade.

Caso concorde, poderá assinar a petição dos cidadãos que exigem a remoção do busto de Stalin do complexo memorial na cidade de Bedford no Estado da Virgínia:

CITIZEN'S PETITION TO REMOVE STALIN BUST FROM D-DAY MEMORIAL IN BEDFORD, VIRGINIA NOW ONLINE

The National D-Day Memorial Foundation in Bedford, Virginia, has erected a statue of Joseph Stalin, communist dictator of the Soviet Union. This statue is a gross insult to our veterans and fallen troops whose sacrifice on D-Day should be remembered in its proper historical context. It is a fact that neither Joseph Stalin nor Soviet forces participated in the D-Day landings.
.
Please help us as we work to remove this statue from the D-Day Memorial. Sign our petition at www.stalinstatue.com, and forward this e-mail to others who may share our concern for the memory of D-Day as we celebrate the 66th anniversary of this historic event. The online petition is at the center of our international campaign to remove the bust of Stalin from the D-Day Memorial, and we are sending it to our members and partner organizations. We will then direct the petition to the attention of the directors and benefactors of the D-Day Memorial Foundation as well as Interior Secretary Ken Salazar. We have included Secretary Salazar because the D-Day Memorial Foundation has indicated it wants to transfer the Memorial to the National Park Service, which is a part of the Interior Department.

With deep appreciation,
Lee Edwards, Ph.D.
O presidente da Fundação Memorial Vítimas de Comunismo

sexta-feira, junho 18, 2010

Ucrânia recorda Holodomor

No sábado, dia 19 de Junho, se inicia em Kyiv a campanha internacional denominada “Não deixe apagar a vela da memória”.

Milhares de velas viajarão pelas cidades e aldeias da Ucrânia e do mundo, para que o seu fogo, circunscrevendo o planeta Terra, recordasse a tragédia terrível e as milhões de vítimas ucranianas do Holodomor.

No próximo Dia da Memória das Vítimas do Holodomor (27 de Novembro de 2010), a chama da memória voltará ao memorial do Holodomor em Kyiv (rua Ivan Mazepa № 15A). Em todos os países que apoiam essa iniciativa: Reino Unido, Austrália, EUA, Espanha, Canada, Argentina, Brasil, Grécia, Portugal, Rússia e outros (32 países no total), serão celebradas as missas onde participarão os representantes de diferentes confissões religiosas, políticos e membros dos governos dos países de acolhimento, os representantes da Diáspora ucraniana. A vela oratória também entrará no edifício do Parlamento Europeu e das Nações Unidas.

A segunda paragem da vela é a cidade de Lviv, onde no Domingo, dia 20 de Junho, na praceta em frente do monumento do Taras Shevchenko, será celebrada a missa em memória das vítimas do Holodomor.

Organizador da acção em Lviv – O Movimento Juvenil da Defesa dos Interesses Nacionais. O endereço oficial da campanha: http://www.holodomor33.org.ua/. O telefone de contacto: + 380 63 6286841

Fonte

quinta-feira, junho 17, 2010

Baptizar o satélite polaco

O Ministério da Ciência e Educação Superior da Polónia abriu uma votação pública na Internet para escolher o nome do primeiro satélite polaco, que será lançado em 2011.

Proponho apoiar a iniciativa de conceder ao satélite o nome do visionário e genial escritor de ficção científica, Stanisław Lem. Sempre gostei da ficção deste mestre, nascido na cidade ucraniana de Lviv. No próximo ano, o escritor completaria 90 anos.

quarta-feira, junho 16, 2010

A morte de um cinematógrafo

Ontem, no dia 15 de Junho de 2010 faleceu o Artista Popular da Ucrânia, guionista, operador da câmara e maior realizador contemporâneo do cinema ucraniano, Yuriy Ilyenko.

Yuriy Ilyenko tornou-se mundialmente famoso como operador da câmara no filme Sombras dos Antepassados Esquecidos (1964) do Sergei Parajanov. Ultimamente, ele se tornou conhecido como o político e activista social, um dos mais importantes dirigentes do partido da direita democrática ucraniana: VO_Svoboda (Liberdade).

O realizador com 74 anos de idade já possuía o historial de problemas oncológicos, que acabaram por ceifar a sua vida. Como informa o seu irmão, também realizador e produtor de cinema, Mykhaylo Ilyenko, Sr. Yuriy morreu na sua casa na aldeia de Prokhorivka, nos arredores de Kaniv (cidade onde foi sepultado um dos maiores ucranianos de todos os tempos, o poeta Taras Shevchenko).

Como realizador, Yuriy Ilyenko debutou em 1965, com o filme “Poço dos Sedosos” (Колодязь для спраглих), baseado no cenário do poeta Ivan Drach. Mas o comité central do PC da Ucrânia Soviética proibiu qualquer demonstração do filme. O seu segundo filme, “Noite nas vésperas do Ivana Kupala” (1968; descarregar da Net) foi retirado dos cinemas por decisão do Ministério da Cultura da URSS e ficou proibido na União Soviética até 1988.

O seu terceiro filme Pássaro Branco com a Marca Negra (1970) foi premiado pela Medalha de Ouro no Festival de Cinema de Moscovo (1971) e recebeu o prémio Serenas de Prata no Festival de Sorrento em Itália em 1972. O filme conta a tragédia de uma família ucraniana, despedaçada pela II G. M. Um dos filhos está no exército soviético, outro defende a Ucrânia como guerrilheiro do UPA, o terceiro não apoia nenhum dos lados.

A biografia do Yuriy Ilyenko ilustra a história recente do cinema ucraniano: dos 48 anos da sua carreira, 24 anos ele era desempregado, dos 42 cenários escritos, conseguiu realizar apenas sete. O seu último trabalho, o filme Oração pelo Hetman Mazepa (2001) que foi classificado pelo Ministério da Cultura da Rússia como “anti – russo e aquele que deturpa as relações históricas russo – ucranianas”. Na realidade, o seu filme é um diálogo de duas personalidades históricas: o imperador russo, Pedro, o Grande e o Hetman ucraniano, Ivan Mazepa.

Terminando o filme, Yuriy Ilyenko decidiu entrar na política. Ele fazia parte do Conselho Político do partido VO_Svoboda, participou nas eleições legislativas de 2006 e 2007. “Ele era uma pessoa dura, directa e auto irónica. Auto ironia era a sua característica pessoal. Ele não era um simples funcionário do partido. Ele era um dos ideólogos do VO_Svoboda – ele produzia as ideias e endereçava a funcionalidade da nossa organização”, – afirma o vice – chefe do partido, Andriy Mokhnyk.

A missa em câmara ardente do realizador terá lugar no dia 18 de Junho, no Igreja de Santo Volodymyr em Kyiv.

Fonte:
http://www.kommersant.ua/doc-rss.html?docid=1387281&issueid=7000481

A fotografia do jovem Yuriy Ilyenko foi publicada no blogue do seu filho, também ele um dos activistas da direita democrática ucraniana.



Agência de Informação «Notícias Vídeo»Morreu o patriarca do cinema ucraniano Yuriy Ilyenko

segunda-feira, junho 14, 2010

O selo postal Klitschko

A empresa ucraniana UkrPoshta (Correios da Ucrânia) acaba de emitir o solo postal № 1047 “Klitschko”, em homenagem aos pugilistas ucranianos, irmãos Volodymyr e Vitali Klitschko.

Dados técnicos: formato 40 x 28 mm; preço nominal 1,5 UAH (0,19 USD); tiragem: 170.000; desenho: Natália Fandykova; cores: multicolor; marca de água: palavra “Klitschko”.

Ler mais sobre este selo / Comprar selos ucranianos

Obrigado ao blogueiro joanerges

quarta-feira, junho 09, 2010

Katyn e as trevas

A Polónia anunciou a detenção dos quatro soldados russos que pilharam o cartão de crédito pertencente ao Andrzej Przewoznik (dirigente do Conselho para a Conservação da Memória da Luta e do Martírio), falecido no acidente em Smolensk, roubando da sua conta o valor equivalente aos mais de 1900 USD.

Os quatro soldados do serviço extraordinário pertencem ao Circunscrição Militar de Moscovo e foram destacados para guarnecer o local do acidente. Os saqueadores confessaram o seu crime e neste momento estão colaborar com a investigação, escreve o blogue Humanrights_ru.

Os vossos corpos ainda mantinham o calor humano, as vossas imortais almas desorientadas, batiam as celestes asas, voando por entre as árvores partidas e os pássaros atormentados, quanto as patas sujas das criaturas abjectas iniciaram o saque.

Talvez alguém ainda estava vivo, talvez ainda, alguém podia ser salvo. Nunca saber iremos, porque os orcos já começaram com a pilhagem.

Existe fita que documenta os tiros feitos, os gritos e as conversas. Autor do filme, morreu rapidamente no hospital, falhou sistema, após um acidente na estrada, bastante longe do local do crime inicial. Ainda ontem considerava estes rumores completamente conspirativos, impossivelmente falsos, incompreensivelmente incapazes de acontecer.

Vejam o homem diziam todos, não é um monstro, embora foi criado, cresceu e trabalhou no comité dos monstros, mesmo, mesmo, no seu meio. Achei estranha aquela face torta, mas foi pensando, que se calhar, gostou apenas, mas não contribuiu, sonhou apenas, mas não ordenou. Agora as duvidas assolam me, será que mesmo, sonhou apenas, será que mesmo não ordenou? Nunca saber iremos, porque o nevoeiro, gás e neblina protegerão, por agora, as trevas da luz do sol.

Já amanha decerto testemunharemos um legião de vozes clamando imoralidade das verdades publicamente ditas, apenas uns canalhas (se calhar abandonados pelas parceiras, drogados, bêbados, corruptos), entre um povo bom, honesto, sofrido e trabalhador.

Pergunto eu, que tipo dos alicerces pobreza vai assolando aquele povo, aquela terra, aquela sociedade, que permite os impossíveis acontecer. Os impensáveis se realizar com tanta facilidade prática. Será que com naquela famosa fábula, nascida no maior cadeia do mundo, aqui apodreceu todo o sistema? Aqui preciso mudar sistema todo? Remover? Cortar sem piedade o cancro pela raiz?

Após aquilo que aconteceu recuso ouvir qualquer explicação por impossibilidade de fiar na tal. Apenas posso clamar, como clamou o senador da Antiga Roma, falando sobre os seus inimigos: Esta CaRFagena terá que ser destruída!!!

Para que os corpos, para que as almas, para que a gente puder sentir a paz. Criar a linha que separe a luz das trevas e nós garante com certeza absoluta que o diabo deles não entra por aqui.

terça-feira, junho 08, 2010

The ВЙО: hip – hop afro – ucraniano

A banda ucraniana The Вйо, composta, basicamente, pelo músico, apresentador e actor afro – ucraniano Myroslav Kuvaldin e guitarrista Serhiy Pidkaura, apresenta o seu novo vídeo oficial Na More (No Mar).

Realizador Ruslan Ponochevniy;
Câmera Alexey Kalin;
Produção: Technomedia
.

segunda-feira, junho 07, 2010

Saramago publicado na Ucrânia

A editora ucraniana Folio (cidade de Kharkiv), publicou recentemente o famoso romance do escritor português José Saramago “Evangelho segundo Jesus Cristo” («Євангелія від Ісуса Христа»). Tradução de língua portuguesa é de Viktor Shovkun.
.
.
Obrigado à blogueira tryagaine

quinta-feira, junho 03, 2010

Porque eu amo a Geórgia?

A TV ucraniana STB fez uma reportagem genial, mostrando como funciona o Bureão de Informação Técnica (Ucrânia) e a Chancelaria dos Registos Públicos (Geórgia), organismos estatais que zelam pelo registo da propriedade privada dos cidadãos (moradias, terrenos, etc.).

Infelizmente a reportagem não tem nenhuma tradução, por isso quem não falar ucraniano ou russo, só poderá contemplar as imagens. Mas acredito que estas imagens falam por si.

O registo da propriedade na Geórgia demora um dia (se tiver todos os documentos em ordem), quando este registo é terminado, o cidadão é avisado via SMS no seu telemóvel.

Além disso, o espaço físico da Chancelaria na Geórgia é notável pela sala e corredores largos; 10 guichés a funcionarem; ausência de filas de espera; arquivo digitalizado; uso de novas tecnologias e da Internet.

Na Ucrânia, o processo do registo, com todos os papeis em ordem demora cerca de um mês.

O Bureão ucraniano é facilmente distinguido pelos corredores e gabinetes estreitos; filas intermináveis; uma fila especial apenas para receber a senha (4 senhoras que só emitem as senhas) que lhe dá o direito a entrar na nova fila; arquivo do século XIX.

Vocês ainda têm perguntas porque eu amo a Geórgia?
.
Obrigada a blogueira mentbuster

Ver vídeo no YouTube:
http://www.youtube.com/watch?v=DaEn_kCgSSc


Bónus:
As fotografias do Jens Olof Lasthein (Suécia), vencedor do Concurso de fotografia Leica Oskar Barnack de 2010 “Esperando pelo futuro – as fotografias da Abecásia” (Waiting for the future – pictures from Abkhazia).