segunda-feira, julho 14, 2008

Guto Pasko – vereador de Curitiba

Gostaria de informá-los oficialmente que também serei candidato a VEREADOR de Curitiba nestas eleições pelo PPS de Rubens Bueno, como representante da classe artística curitibana.

As lideranças culturais vinculadas aos segmentos que estou diretamente envolvido entenderam que era hora de se pensar em um projeto político da própria classe, pois embora sejamos muito articulados em termos de política cultural através das diversas entidades, na política formal sempre estamos sendo representados por pessoas que não são efetivamente da área cultural e decidiu-se que era a hora de se começar a mudar isso e tentar eleger representantes oficiais, assim como fazem há muito tempo os advogados, médicos, radio difusores, evangélicos, ruralistas, entre outros tantos exemplos.

O meu nome foi considerado pelo coletivo como o mais viável neste momento para abrir esse caminho em função da minha experiência e militância na política cultural nos últimos anos, tanto a nível municipal, como estadual e nacional e pelo bom trânsito que tenho em todos os segmentos culturais da capital.

Abaixo segue o meu histórico na política cultural nos últimos cinco anos que está credenciando esta candidatura:

- Presidente da Associação de Vídeo e Cinema do Paraná (AVEC) - Gestão 2006/2008.
- Diretor de Regionalização Nacional da Associação Brasileira de Documentaristas e Curta – Metragistas (ABD Nacional) - Gestão 2007/2009.
- Diretor do Fórum das Entidades Culturais de Curitiba (Congrega sete áreas da cultura) – Gestão 2008/2010.
- Membro do Conselho Municipal da Cultura de Curitiba – Gestão 2008/2010.
- Conselheiro de Audiovisual na Comissão de Mecenato da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Curitiba junto a Fundação Cultural – Gestão 2005.
- Diretor Artístico da Associação de Vídeo e Cinema do Paraná (AVEC) – Gestão 2004/2006.

Após ter sido convidado e consequentemente pressionado por todos para aceitar a missão, pensei muito e acabei dizendo SIM e, portanto sou candidato a vereador nas próximas eleições municipais de Curitiba.

A minha candidatura não foi um desejo pessoal apenas, mas uma reivindicação do coletivo cultural que represento, da qual não podia declinar. Pesou na escolha do meu nome também o fato de eu estar no PPS, partido que oferece uma legenda mais atrativa nestas eleições municipais. Existiam mais dois bons nomes da área cultural que poderiam ser lançados por esse grupo, mas ambos estão em partidos que exigiriam uma votação bem maior nestas eleições.

O projeto político que está sendo pensado pela classe artística vai além destas eleições municipais. Daqui a dois anos, quando das eleições para deputados, novamente a classe artística irá escolher um nome para ser candidato e será escolhido aquele nome que for mais viável na ocasião, assim como está sendo nestas eleições com o meu nome. Historicamente também sempre fomos muito articulados / unidos dentro da comunidade ucraniana em temos de associações, cooperativas, grupos e igrejas, mas nunca elegemos um vereador em Curitiba, mesmo sempre tendo grandes nomes que se colocaram a disposição.

Nestas eleições a comunidade ucraniana tem novamente o privilégio de contar com candidatos próprios. Estou aqui não para pedir votos para meu nome especificamente, mas para pedir a toda comunidade ucraniana de Curitiba, que não vote em candidatos de fora e vote nos candidatos de dentro da comunidade ucraniana, de acordo com as convicções individuais de cada um.

Além do meu nome, temos o de Marcos Nogas, que é uma grande liderança da nossa comunidade e certamente fará ainda muito mais pelos ucranianos na Câmara Municipal de Curitiba do que já tem feito nestes anos todos de dedicação junto ao Poltava, Representação Central, TPUK e Igreja.

Sei que muitos se perguntarão o porquê das duas candidaturas. Além dos nossos nomes, provavelmente deva existir mais alguém que seja descendente de ucraniano disputando essas eleições, uma vez que nossa comunidade é bastante ampla e nem sempre conhecemos de perto todo mundo. Gostaria de esclarecer que eu e o Marcos Nogas conversamos muito antes da homologação das nossas candidaturas e que em hipótese alguma a intenção dos dois é de rivalizar e/ou dividir a comunidade ucraniana. São conjunturas eleitorais e políticas bem específicas. Uma candidatura não anula a outra, pelo contrário, os votos de um ajudarão na eleição do outro, pelo fato de estarmos no mesmo partido, o PPS.

Tenho convicção que as duas candidaturas são viáveis e que a comunidade ucraniana poderá ter dois representantes na Câmara Municipal de Curitiba na próxima legislatura, o que seria extraordinário.

Para sermos eleitos pelo PPS, tanto eu quanto Marcos Nogas precisamos de cinco mil votos cada um. Tenho consciência que não será uma tarefa fácil, mas confiamos muito em nossa gente!!!

Muito obrigado pela atenção e que Deus abençoe todos vocês!!!
Atenciosamente;
GUTO PASKO – Vereador 23.723 – PPS

Apoio à candidatura de Guto Pasko ao Vereador de Curitiba no Orkut: http://www.orkut.com.br/Community.aspx?cmm=61330305

2 comentários:

ALMARIADA disse...

Não sei como se trocam links... :( de facto não sei muito de informática... mas descobri que hoje, 15 de Julho, é dia de São Volodymir de Kiev:

http://www.paulinas.org.br/diafeliz/santo.aspx?Dia=15&Mes=7&SantoID=839

não sei se acham um bom recado para deixar na vossa página... :)

Anónimo disse...

valeu garoto,continue assim pois desta forma vc vai longe,um abraço daquele que te deu emprego como auxiliar fiscal,Um abraço Eufrem