quarta-feira, maio 07, 2008

Saga dos ucranianos gaúchos

Por: Oliana Reszetiuk

Numa pesquisa sobre o Município de Canoas (estado Rio Grande do Sul, Brasil) encontrei no livro “Canoas. Para Lembrar Quem Somos”, uma matéria bastante interessante: como os ucranianos vieram parar no Rio Grande do Sul, visto que, a maior colonização é no Paraná. O interessante é que há relatos de pessoas, onde mencionam as condições e a forma como essa migração aconteceu. Gostaria de ressaltar também, que há outros assuntos abordados no livro, como religião, irmandade feminina e grupo de folclore Solovey.

Tudo começou quando uma grande leva de imigrantes chegou ao Brasil, trazendo, além de suas malas, a saudade de sua terra natal. Sendo um povo muito apegado à religião e à tradição, uniram suas forças para construir uma paróquia, para cultuar seus ritos religiosos e uma sociedade, para os encontros com os amigos. Como são muito alegres e festeiros, os jovens queriam mais, criando então, um grupo de danças, onde os encontros poderiam ser mais descontraídos, revivendo assim, os momentos de festas e de alegrias, desta forma poderiam transmitir um pouco de sua cultura, que passou a ser do Brasil, no momento em que os ucranianos migraram aqui. Com o passar dos anos o Grupo Folclórico foi reformulando e passando de geração para geração, sendo hoje o Folclore Ucraniano Solovey. Fundado em 15 de Setembro de 1990 pelo Sr. Alexandre Schwec, e actualmente é presidido por Oliana Tecla Reszetiuk que completa a cada ano interrupto trabalho de preservação e divulgação da cultura ucraniana. Exibindo através de sua dança, de seu artesanato e de seu canto, estão ligados ao amor e a arte dos ancestrais, formando uma grande família que segue na utópica busca da perfeição e do crescimento. É um grupo de danças formado por jovens, que procuram de forma séria e comprometida, divulgar a cultura ucraniana por onde passam. Com cerca de 70 dançarinos divulgam a cultura nas mais variadas festividades sempre em busca do mais tradicional no que existe na preservação da cultura. Com sede na cidade de Canoas – Rio Grande do Sul, está vinculado à Igreja Ortodoxa Ucraniana Santíssima Trindade, e a comunidade o qual é o único representante do Estado. Com coreografias de Alexandre Velychko, o Solovey encanta o público por onde passa, por desenvolve com profissionalismo e responsabilidade o prazeroso encargo de propagação da cultura ucraniana.

Fontes:
http://paginas.terra.com.br/arte/solovey2007/index.htm
http://www.pessoal.cefetpr.br/ucrania

1 comentário:

Geraldo disse...

Quando visitei o Blog do Ucraniano Taras, o mesmo me informou o endereço desde blog en língua portuguêsa sobre o seu país - A Ucrania.
En atenção ao seu gesto cordial vim conhece-lo. Fiquei encantado com a matéria referente a comunidade no Estado do Paraná aqui no Brasil, descendente de Ucranianos imigrantes.
A todos meu cordial abraço.
Geraldo